MobyPharma - Sua farmácia OnTheGo

Novas tecnologias como o MobyPharma podem transformar pequenos negócios em grandes negócios! O MoByPharma é a evolução do conceito de multicanal que conhecemos hoje, permitindo que o cliente tenha uma experiência única, não importando qual o meio utilizado e, o melhor, a qualquer hora e em qualquer lugar!

SAIBA MAIS
 
 

FórmulaCerta - Um para tudo e tudo em um!

O mais importante gerenciador logístico global para farmácias de manipulação. Ele integra todas as informações necessárias para um gerenciamento técnico, administrativo e financeiro que sua empresa precisa. O FórmulaCerta é atualizado periodicamente e é o único integrado com o banco de dados do Grupo Zanini.Carvalho.

SAIBA MAIS

RXmais - Prescrever nunca foi tão fácil!

É o mais completo software para prescrição disponível no mercado! Ele proporciona a versatilidade de uma ferramenta de busca aliada a um conteúdo amplo de formulações com um grande número de fármacos distribuídos entre as várias especialidades e classes terapêuticas.

SAIBA MAIS
 
 

LogiPrix - O preço lógico!

LogiPrix é o único software do mercado que oferece uma metodologia profissional para formação do preço de venda de produtos manipulados. Ele organiza toda a estrutura econômica da sua farmácia, desde a classificação de uma despesa e seu tratamento na composição do preço até o gerenciamento econômico global do negócio.

SAIBA MAIS

NOTÍCIAS

24 ago

SNGPC - Resolvido os problemas na validação do arquivo!

 

Prezados Clientes,

Vejam abaixo a resposta da Gerência de Produtos Controlados do SNGPC referente a solicitação que enviamos sobre os problemas encontrados no processo de validação do SNGPC.



Prezado (a),

Em atenção a sua solicitação, informamos que as divergências  de números de lote nos arquivos e na base de dados do SNGPC foram resolvidas. O problema estava relacionado à última versão do sistema implantada incorretamente, que possuía uma validação de arquivo que concatenava os caracteres do lote. Para solucionar estas divergências, outra versão foi implementada automaticamente e o sistema passou a ignorar os espaços em branco. Dessa forma,  os valores “1234    #4” e “1234#4” representam a mesma coisa, desde que estejam associados à mesma substância. O número do lote passará a não afetar o processamento do arquivo por conter ou não espaços, uma vez que o sistema passará a ignorá-los na comparação dos registros no arquivo e na base de dados. Esclarecemos que não é necessário finalizar o inventário, apenas enviar os arquivos novamente.


Atenciosamente,

Gerência de Produtos Controlados


05 ago

Procedimento de Atualização do Software Básico do SAT

 

Atenção clientes do Estado de São Paulo que trabalham com o SAT.
Todos precisarão realizar o procedimento de atualização do Software Básico do SAT.

É importante observar os prazos de vigência dos modelos e versões de Software Básico através da consulta pública de modelos registrados. 

Recomendamos ativar os equipamentos SAT o quanto antes (ainda que para posterior utilização) e atualizar o Software Básico sempre que houver nova versão. A inobservância destas recomendações pode prejudicar o uso do equipamento SAT e torná-lo incomunicável com a Sefaz. Desta forma, orienta-se manter os equipamentos SAT "Ativos" e atualizados, ainda que seu propósito seja a pronta reposição ou utilização futura. Para mais informações, verificar as dúvidas frequentes de contribuintes no site da Secretaria da Fazenda.

No link abaixo destacamos a marca BEMATECH:

http://www.fazenda.sp.gov.br/sat/consultas_publicas/modelos_reg.asp

Bematech

Fontes:

Bematech - http://www.bematech.com.br/equipamento/rb-1000-fi
Secretaria da Fazenda do Governo do Estado de São Paulo - http://www.fazenda.sp.gov.br/sat/default.asp

 

Veja abaixo como obter o código de ativação do equipamento SAT no FórmulaCerta:

  1. Acesse o terminal de caixa que está conectado ao equipamento SAT;
  2. Clique no botão Trans. Adm (SHIFT+F2), depois no botão 7-Configuração SAT e anote o Código de Ativação apresentado;
  3. Se utilizar mais de um equipamento, proceda da mesma forma para os demais e, em seguida, entre em contato com a Assistência Técnica da Bematech para o Equipamento SAT e solicite auxílio na verificação da versão e atualização do software básico, se necessário.

ATENÇÃO!

  • A visualização do código de ativação do equipamento SAT está disponível a partir da versão mínima 5.9.267 do módulo de Caixa.
  • É importante acompanhar com frequência o site da SEFAZ-SP para saber se há atualizações do software básico disponíveis para o equipamento SAT. Conforme informamos acima, a inobservância destas recomendações pode prejudicar o uso do equipamento SAT e torná-lo incomunicável com a Sefaz.

22 jul

Problemas Conectividade Sefaz/SP - S@T

 

Os servidores do sistema de retaguarda em produção estão apresentando uma lentidão acima do usual, que afeta o funcionamento dos equipamentos SAT. Na prática, a ativação de novos equipamentos é possível, porém com alto índice de insucessos.

Com relação à recepção dos cupons emitidos pelos equipamentos SAT: o sistema está recebendo os cupons, porém a uma velocidade também abaixo do normal. Caso os usuários desejem, poderão enviar manualmente as cópias de segurança dos Cupons Fiscais Eletrônicos pelo Sistema de Retaguarda, em www.fazenda.sp.gov.br/sat > Acesso ao sistema de retaguarda do SAT > Contribuinte. Acessando o sistema, através do menu Cupons > Envio Manual  de Cupons. Para informações adicionais sobre o envio manual, sugerimos consultar o Guia do Usuário na página da Sefaz/SP (www.fazenda.sp.gov.br) > banner Guia do Usuário > SAT > Envio Manual de Cupons via site (Contingência).

As equipes técnicas da Sefaz estão trabalhando com prioridade para restabelecer a normalidade do sistema.

Fonte: AFRAC

21 jul

Medicamentos isentos de prescrição ganham novas regras

 

A Anvisa aprovou regulamento que trata do enquadramento de medicamentos como isentos de prescrição (MIPs).

A Diretoria Colegiada da Anvisa aprovou, nesta terça-feira (19/7), novas regras para o enquadramento dos medicamentos na lista daqueles que podem ser adquiridos pela população sem prescrição médica. O texto considera sete critérios para enquadramento dos medicamentos como isentos de prescrição (MIP):

  • tempo de comercialização;
  • segurança;
  • sintomas identificáveis;
  • tempo de utilização;
  • ser manejável pelo paciente;
  • apresentar baixo potencial de risco e
  • não apresentar dependência.

A proposta de texto passou por Consulta Pública no ano passado. Na época, cidadãos, representantes da sociedade civil e do setor regulado tiveram 60 dias para enviar contribuições para o texto, que previa a revisão da norma atualmente vigente, a RDC 138/2003.

A ausência de atualização da lista de MIPs descrita na RDC impossibilitou que medicamentos que tivessem perfil de segurança e uso compatíveis com a venda sem prescrição fossem incorporados à categoria de venda.

Clique aqui e leia a notícia na íntegra.


Fonte: Ascom/Anvisa