Softwares de gestão completos para farmácias

Com as nossas soluções, você consegue administrar de forma eficaz todos os setores da farmácia, melhora substancialmente o relacionamento com clientes e prescritores, tem maior segurança e padronização em todas as etapas do processo de manipulação de medicamentos. Nossos sistemas completos de gerenciamento operacional, administrativo e financeiro integram pedidos, estruturam a composição de preço, facilitam cotações com fornecedores e muito mais. Por isso, nosso DNA é facilitar seu negócio. Conheça o que o FórmulaCerta, o mobyPharma, o RXmais, o LogiPrix, o Backup in Cloud, o pharma2U e o dashflow fazem por sua Farmácia Magistral ou Drogaria.

SAIBA MAIS
 
 

Consultoria Opteday ou Optehour

Realize melhorias continuas no sistema e nos processos da sua farmácia de manipulação, implemente treinamentos ou solucione problemas pontuais. Escolha entre consultorias remotas ou presenciais com a visita de um consultor em sua farmácia magistral. Todas as nossas consultorias são realizadas por especialistas homologados pela Fagron Technologies capacitados para realizar um atendimento personalizado para você e toda a sua equipe.

SAIBA MAIS

Fagron Business School

A Fagron Business School oferece cursos gratuitos, online ou presenciais, para você empreender melhor. Escolha entre os Cursos Essenciais de capacitação, atualização e reciclagem ou tire o máximo proveito de todas as soluções da Fagron Technologies com os nossos Cursos Complementares e torne-se um expert em gerenciamento de farmácia magistral.

SAIBA MAIS
 

NOTÍCIAS

29 out

Anvisa atualiza listas de DCB

 

A Anvisa atualizou a Lista de Denominação Comum Brasileira (DCB) por meio da Resolução RDC nº 249/2018 (DOU 26/10/2018 – Seção 1 – p. 56). As atualizações constam abaixo:

ANEXO I - DENOMINAÇÕES INCLUÍDAS À LISTA DE DCB


 Item 

Nº DCB 

DENOMINAÇÃO COMUM BRASILEIRA 

Nº CAS 


11703 

fremanezumabe 

1655501-53-3 


11704 

lanadelumabe 

1426055-14-2 


11705 

pegvaliase 

1585984-95-7 


11706 

polatuzumabe vedotina 

1313206-42-6 


11707 

celulose microcristalina silicificada 

[Ref. 10] 


11708 

diestearato de alumínio 

300-92-5 


11709 

polacrilina potássica 

65405-55-2 


11710 

poli-isobutileno 

9003-27-4 


11711 

ácido fumárico siponimode 

1234627-85-0 

10 

11712 

cloridrato de migalastate 

75172-81-5 

11 

11713 

delamanide 

681492-22-8 

12 

11714 

entrectinibe 

1108743-60-7 

13 

11715 

glasdegibe 

1095173-27-5 

14 

11716 

migalastate 

108147-54-2 

15 

11717 

roxadustate 

808118-40-3 

16 

11718 

siponimode 

1230487-00-9 

17 

11719 

tosilato de talazoparibe 

1373431-65-2 

18 

11720 

tetraidrofurano 

109-99-9 

19 

11721 

Dicksonia sellowiana Hook. 

[Ref. 9] 

20 

11722 

Withania somnifera (L.) Dunal 

[Ref. 9] 


ANEXO II - DENOMINAÇÃO DA LISTA DE DCB QUE SOFREU ALTERAÇÃO


 

De: 
    
Para: 
  
Justificativa 

Nº DCB 

DCB 


CAS 

Nº DCB 

DCB 


CAS 
  

11046 

Citrus limon (L.)
Osbeck 

[Ref.
6] 

11046 

Citrus x limon (L.)
Osbeck 

[Ref.
6] 

Adequação de
nomenclatura 

ANEXO III - DENOMINAÇÃO EXCLUÍDA DA LISTA DE DCB


Nº DCB 

DCB 

Nº CAS 

Justificativa 

10230 

Cascara sagrada 

[Ref. 8] 

Sinônimo da DCB nº 10501 


Fonte: ANVISA

03 out

Regulamentação da publicidade e propaganda pelo profissional farmacêutico

 

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) publicou no Diário Oficial da União a Resolução CFF nº 658/2018 que regulamenta a publicidade, a propaganda ou o anúncio das atividades profissionais do farmacêutico.

A resolução entrará em vigor na data de publicação, ficando estabelecido o prazo de 90 (noventa) dias para adequações. Clique aqui para visualizar a norma.

Fonte: Anfarmag - Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais

24 set

Atenção! Novo layout 4.0 para NFC-e - Nova versão entra em vigor em Outubro

 

Prezados Clientes,

Conforme Nota Técnica 2016.002 - v 1.42 de dezembro de 2017, no próximo dia 01/10/2018 entrará em vigor a nova versão 4.0 da Nota Fiscal Consumidor Eletrônica. 

Veja abaixo o que precisa ser efetuado, de imediato, para evitar intercorrências a partir de 01/10/2018 com a nova exigência:

  • A nova versão 4.0 para as notas NF-e e NFC-e não funcionará com os seguintes sistemas operacionais: Microsoft Windows XP, Windows Vista, Windows 2003 e Windows 2008*. Portanto, se a farmácia trabalha com estes sistemas é obrigatório proceder com a atualização para que seja possível continuar a efetuar a geração destas notas na nova versão;
  • Atualizar o navegador Internet Explorer para a versão 11 ou superior;
  • Ajustar no FórmulaCerta os dados dos lotes dos produtos (data de fabricação e validade) que são informados nos documentos fiscais: NF-e e/ou NFC-e para evitar rejeições no envio;
  • E, se efetua a geração destas notas para outros Estados há mudanças também relativas ao Fundo de Combate à Pobreza. Você precisará informar as novas alíquotas de acordo com a UF da Filial Emitente. Clique aqui e faça o download da tabela com as alíquotas separadas por Estados.

 

Mais detalhes:

·      NF-e e NFC-e - Novo layout 4.0

·      Vídeo

*Com exceção da versão homologada Windows 2008 R2 Standard ou Enterprise - Service Pack 1 onde é possível gerar as novas NF-e e/ou NFC-e. Dúvida ou mais informações consulte Especificações Técnicas – Softwares e Equipamentos Compatíveis em nossa Base de conhecimento


Atenciosamente,

Fagron Technologies

10 set

Licenciamento - Manipulação para uso veterinário

 

De acordo com a legislação federal em vigor, qualquer formulação manipulada que tenha como destinação o uso animal (independentemente se o insumo é exclusivo ou de uso comum ao humano) necessita da autorização Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), conforme segue:

As empresas que possuírem interesse em atuar na atividade de manipulação de fórmulas destinadas ao público veterinário devem realizar o cadastramento da farmácia no MAPA através do Sipeagro (Sistema Integrado de Produtos e Estabelecimentos Agropecuários):

O não cumprimento das exigências descritas neste informe pode acarretar em penalidades que variam entre advertência, apreensão e inutilização dos produtos, interdição do estabelecimento ou multa.

Fonte:

Anfarmag - Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais